segunda-feira, 5 de julho de 2010

A vida não é para fracos


Que tomar decisões é complicado, toda a gente sabe. Que dizer o que se sente (mesmo que doa) é difícil, já sabemos. Que arriscar é jogar com a hipótese de falhar também não é novidade. É que isto não é para os fracos e ninguém disse que ia ser fácil, mas o que muitos não sabem é que está sempre nas nossas mãos escolher um caminho diferente quando algo nos incomoda.

Só o sabe fazer quem sabe o que quer da vida, quem tem os objectivos definidos e quando um deles é ser feliz todos os dias e não um-dia-talvez-quem-sabe-quando-as-condicionantes-me-permitirem. É que a vida é agora e se neste momento ela nos sufoca, a ansiedade nos preenche, o vazio tomou conta, o olhar perdeu o brilho, a vontade de rir partiu para longe, nitidamente estamos a fazer as escolhas erradas. É exclusivamente nossa responsabilidade ser feliz. Não é algo que alguém nos traga numa bandeja de prata.

Quem sabe que quer ser feliz todos os dias, quem sabe que este é o único momento que realmente conta, perde o medo de fazer escolhas e assumir as consequências.

3 comentários:

ana disse...

Fantásticamente bem dito! ;)

nmhdias disse...

Excelente

vitor cunha disse...

Concordo, porque sei que a vida é uma sequência de opções tal qual a sequência de imagens que vemos num filme: umas boas, outras más mas o que importa é que não sendo todas boas, não sejam todas más.É bom reflectir.