domingo, 28 de março de 2010

Pois que sou, sim senhora...

Uma romântica por natureza. O romantismo até pode estar fora de moda e já poucos o usam, mas ainda assim sou romântica, sem nunca me ter arrependido de tudo o que fiz... por amor talvez, ou porque quis muito acreditar que seria.


Se em tempos fui sonhadora e construi castelos onde nem havia areia, hoje sou uma romântico-prática (lindo!) e tento olhar para a realidade tal como ela é e não como gostaria que ela fosse. Porque um dos males dos românticos é fantasiar demasiado, criar demasiadas expectativas e atirar-se do precipício como se não houvesse amanhã. Mas há... sempre houve um dia seguinte.
Aprendi que não podemos deixar que a emoção nos cegue, mas que podemos vivê-la intensamente, sempre que os opostos emoção/razão calham de encontrar afinidades. É aí que o romantismo entra em acção e que tudo pode acontecer...

2 comentários:

Mariana: Barbie is a bitch darling disse...

eu tb sou uma romantica lol :)

bj

Signora S. disse...

Eu sempre fui mais Razão que impulso, ao contrario de ti. Mas andamos as duas na mesma descoberta, o equilibrio dos dois! Boa sorte